CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

Se o TSE - Tribunal Superios Eleitoral impugnar as candidaturas de Carlesse, Amastha e Kátia, conforme solicitou pareceres apontando irreguralidade da PGE- Procuradoria Geral Eleitoral, a eleição Suplementar pode ser definida no primeiro turno.

Imagem fddf4866a5d3293d86b8ec849ad88bcd

FOLHA DA CAPITAL E A PESQUISA DE INTENÇÃO DE VOTOS

A Folha Capital realizou pesquisa de intenção de votos na última semana para medir a preferência do eleitorado com relação aos sete candidatos que estão na disputa. Devido a proximidade com o pleito a Folha Capital considerou apenas os votos válidos, desconsiderando, brancos, nulos, indecisos, assim como fazem os tribunais eleitorais nas eleições.

VICENTINHO ISOLADO NA LIDERANÇA

O resultado obtido mostra o candidato do PR, Vicentinho Alves, isolado na primeira posição com 28% da preferência dos eleitores tocantinenses, considerando a margem de erro Vicentinho tem entre 31% e 25%. O crescimento mostra que a estratégia do senador de investir em alianças políticas e lideranças, principalmente nos pequenos municípios vem dando resultados positivos, além de melhorar os seus indicadores nos maiores municípios, como Palmas e Gurupi, dominados por seus concorrentes.

Em segundo lugar aparece o Governador Interino Mauro Carlesse (PHS), com 20%. Considerando a margem de erro ele tem entre 23% e 17%. O candidato saiu de um quase desconhecido antes da cassação de Marcelo Miranda para figurar como um sério postulante ao segundo turno, empatado tecnicamente com outros caciques eleitorais e enfrentando vedações da Justiça Eleitoral como a de não aparecer em inaugurações e solenidades oficiais do Governo. Nesta reta final Carlesse ainda pode ser obrigado pela Justiça Eleitoral a trocar o seu vice, o deputado estadual Wanderlei Barbosa.

CARLESSE, KÁTIA E AMASTHA EMPATADOS TECNICAMENTE

Empatados tecnicamente com Carlesse e com o mesmo número entre si estão o ex-prefeito de Palmas, Carlos Amastha (PSB) e a senadora Kátia Abreu (PDT), com 19% cada um. Considerando a margem de erro eles têm entre 22% e 16% das intenções de voto. Em comum dos dois também enfrentam nesta terça-feira, 29, o julgamento do Tribunal Superior Eleitoral que pode liberar ou barrar as suas candidaturas ao mandato tampão. O problema de Amastha é o não cumprimento do prazo de seis meses de renúncia antes da disputa do cargo, como exige a lei eleitoral. Em sua defesa ele alega que a excepcionalidade da eleição deve suprimir esses prazos, uma vez que não havia como prever a cassação do ex-governador Marcelo Miranda e a realização de uma eleição suplementar seis meses antes. Já Kátia Abreu não teria cumprido o prazo de filiação partidária. Em sua defesa a alegação é a mesma de Amastha.

Em quinto lugar aparece o ex-juiz Marlon Reis (Rede), com surpreendentes 12% das intenções de voto. Considerando a margem de erro o ex-magistrado, conhecido nacionalmente como um dos autores da Lei da Ficha Limpa, tem entre 15% e 9% dos eleitores afirmando que votariam nele para governador, mostrando que o seu discurso pela moralização da atividade política tem apelo, principalmente entre o eleitorado mais esclarecido. Marlon, no entanto, ainda deve enfrentar o julgamento do TSE com relação ao tempo de domicílio eleitoral no Tocantins, que teria menos de um ano.

Lanternas

03 ESTADO Estimulada Governador 02 web 1

Empatados em último lugar estão os candidatos Mário Lúcio Avelar (PSol) e Marcos Souza (PRTB), com 1% das intenções de voto cada um. Considerando a margem de erro eles têm entre 4% e 0% da preferência dos eleitores tocantinenses. Marcos não enfrenta problemas na Justiça Eleitoral, mas o mesmo não se pode dizer de Mário Lúcio, que será julgado por não ter pedido exoneração do Cargo de Procurador Federal para se candidatar.

Metodologia

A Pesquisa da Folha Capital entrevistou 1.000 eleitores aptos, maiores de 16 anos em 30 cidades de todo o Tocantins, entre os dias 23 e 25 de maio. Tem margem de erro de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos e 95% de confiabilidade estatística. A pesquisa e está registrada sob o número TO-09599/2014. Estatístico responsável: João Soares de Araújo Neto, registrado no CONRE sob o número 6892.

Kátia Abreu é a candidata mais rejeitada entre entrevistados

A pesquisa também perguntou aos eleitores entrevistados em quem eles não votariam de jeito nenhum. A mais lembrada com quase o triplo dos votos do segundo lugar foi Kátia Abreu, com 39% dos eleitores rejeitando o seu nome. Considerando a Margem de erro ela tem entre 42% e 36% das menções.

Em segundo lugar está Carlos Amastha, com 15% dos eleitores afirmando que não votariam nele de jeito nenhum, tecnicamente empatado com Vicentinho Alves, que teve 14% das menções. Considerando a margem de erro Amastha tem entre 18% e 12% de rejeição, enquanto Vicentinho tem entre 17% e 11%.

Em quarto lugar aparece Mauro Carlesse, com apenas 4% de rejeição, a menor entre os quatro principais candidatos. Considerando a margem de erro ele tem entre 7% e 1% dos eleitores afirmando que não votariam nele de jeito nenhum, o que pode ser um trunfo num eventual segundo turno.
Mário Lúcio Avelar, Marcos Souza e Marlon Reis aparecem com uma rejeição pífia, de apenas 1% cada. Considerando a margem de erro eles têm entre 4% e 0% dos apontamentos.

Conclusão

A pesquisa permite concluir que, com exceção de Kátia Abreu, nenhum dos candidatos enfrenta resistência significativa ao seu nome. Já no caso da senadora, caso ela consiga ir para o segundo turno, deve ter muito trabalho nas três semanas entre os dois pleitos para reduzir a visão negativa que o eleitorado tem da mesma, o que será uma vantagem para o seu eventual concorrente.

Metodologia

A Pesquisa da Folha Capital entrevistou 1.000 eleitores aptos, maiores de 16 anos em 30 cidades de todo o Tocantins, entre os dias 23 e 25 de maio. Tem margem de erro de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos e 95% de confiabilidade estatística. A pesquisa e está registrada sob o número TO-09599/2014. Estatístico responsável: João Soares de Araújo Neto, registrado no CONRE sob o número 6892.

Para a maioria dos eleitores Vicentinho Alves vai vencer

Imagem 3f38dd3c138ab83ab6f99bcd5cdf661f

O Instituto Folha Capital também perguntou aos eleitores, independente do seu voto, quem eles acreditam que vai vencer as eleições suplementares para o Governo do Estado.
Liderando a pesquisa aparece Vicentinho Alves, com 33% dos eleitores afirmando acreditarem que ele vai vencer o pleito. Considerando a margem de erro ele oscila entre 36% e 30%.

 

Em segundo lugar aparece o governador interino, Mauro Carlesse, com 16% dos entrevistados dizendo acreditar na sua vitória. Considerando a margem de erro ele tem entre 19% e 13%.
Em terceiro lugar, empatado tecnicamente com Carlesse, está o ex-prefeito Carlos Amastha, com 15%. Considerando a margem de erro o pessebista tem entre 18% e 12% da percepção do eleitorado.

Em quarto lugar aparece a senadora Kátia Abreu, também empatada tecnicamente com o segundo e terceiro colocados, com 12% afirmando acreditar que ela vai vencer as eleições suplementares. Considerando a margem de erro, ela tem entre 15% e 9%.

Marlon Reis tem 2%, variando entre 5% e 0% dentro da margem de erro. Marcos Souza tem 1%, variando entre 4% e 0% e Mário Lúcio Avelar não chegou a 1%.

Entre os indecisos o número foi de 7% e outros 14% não responderam a pergunta.

Metodologia

A Pesquisa da Folha Capital entrevistou 1.000 eleitores aptos, maiores de 16 anos em 30 cidades de todo o Tocantins, entre os dias 23 e 25 de maio. Tem margem de erro de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos e 95% de confiabilidade estatística. A pesquisa e está registrada sob o número TO-09599/2014. Estatístico responsável: João Soares de Araújo Neto, registrado no CONRE sob o número 6892.

Fonte: Folha Capital


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

300x250 1

Banners Sites 240x240

ferpam 240x82

ENERGISA BANNER SETEMBRO

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

PROMOVA SEU NEGÓCIO

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.