CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3


As cirurgias ocorreram dentro do previsto Nielcem Fernandes 163Mais de cem pacientes foram avaliados no Hospital Geral de Palmas (HGP) e pelo Serviço de Regulação com a meta de que ao menos 30 desses pacientes fossem operados. A ação, denominada Projeto Suporte, aconteceu de 2 a 7 de abril no HGP e contou com a participação de 16 profissionais do Into.
O Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia Jamil Haddad (Into), que é referência em procedimentos ortopédicos de alta complexidade, realizou cirurgias de quadril e joelho em 31 pacientes no Hospital Geral de Palmas (HGP). A ação foi possível graças a parceria com o Governo do Estado e beneficiou pacientes que estavam na lista de cirurgias eletivas ortopédicas do Serviço de Regulação Estadual e da Central Nacional de Regulação em Alta Complexidade (Cnrac).

Segundo a diretora do HGP, Renata Duran, as cirurgias ocorreram dentro do previsto. “O mutirão foi uma grande oportunidade para essas pessoas que estavam esperando e que agora vão poder ter uma qualidade de vida melhor. Enquanto instituição é muito gratificante poder proporcionar esse tipo de ação beneficiando os usuários. Vamos planejar no futuro, outras oportunidades como esta”, disse.

O senhor Aristeu Pereira, de 66 anos, foi um dos primeiros a passar pelo procedimento cirúrgico no joelho e já se recupera em casa. “Estou muito feliz, desde que me ligaram para fazer a avaliação com a equipe do Into e por conseguir fazer a cirurgia. Agora é seguir as instruções dos médicos pra voltar a ter uma vida normal”.

Já a paciente Sherlei Barros, de 37 anos, moradora de Palmas, foi a primeira a passar pela cirurgia de quadril. “No domingo fiz avaliação durante a consulta, e já fui internada, graças à Deus.Este mutirão foi uma benção para mim, com atendimento de primeira. Espero não sentir mais dores, pretendo tirar minha habilitação e viver uma vida normal.Eu tinha artrite reumatóide devido a doença e perdi a cartilagem dos dois lados do quadril e agora vou voltar a andar normal, que é o sonho de todos que possuem este problema”, concluiu.

A aposentada Francisca de Jesus da Silva, de 72 anos, veio de Araguaína para realizar a cirurgia no quadril. “Estava há 3 meses sem pode andar e o mutirão veio em boa hora, graças a Deus.Tive um bom atendimento e agora já espero a alta para poder voltar para casa, estou com saudade da minha família”, afirmou.

Outra beneficiada com o mutirão foi a paciente Lúcia Raimunda de Jesus que realizou uma cirurgia no joelho. “Estava muito gasta a massa óssea e eu sentia muitas dores. Espero ficar boa. A equipe me tratou muito bem”, disse, satisfeita.

O mutirão

Mais de cem pacientes foram avaliados no Hospital Geral de Palmas (HGP) e pelo Serviço de Regulação com a meta de que ao menos 30 desses pacientes fossem operados. A ação, denominada Projeto Suporte, aconteceu de 2 a 7 de abril no HGP e contou com a participação de 16 profissionais do Into.

O Projeto Suporte “tem como finalidade promover a estruturação das redes assistenciais em traumatologia e ortopedia no País, através de parcerias com estados e municípios, prestando assessoria técnica-gerencial, fomentando a capacitação e atualização dos profissionais que atuam na especialidade e elaborando projetos específicos para provisão de equipamentos e insumos, incentivando a criação de sistemas regionais. (Portaria GM – 401 de 16 de março de 2005)”.


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Web Banner 240x240px Palmas Saude

ferpam 240x82

ENERGISA BANNER SETEMBRO

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

PROMOVA SEU NEGÓCIO

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.