CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

isabel3Estudantes, técnicos-administrativos e professores da UFT permanecem em vigília, aguardando as melhores notícias sobre o estado de saúde da reitora.
Três dias após sofrer um Acidente Vascular Cerebral (AVC) e ser internada em Buenos Aires, Argentina, a reitora da Universidade Federal do Tocantins (UFT), Isabel Auler, apresentou neste domingo (29) leves indícios de melhora no quadro neurológico, que se mantém estável e com sinais vitais preservados. Apesar disso, ela segue em coma induzido e seu estado ainda é grave, conforme informações do médico e professor da UFT Neilton Araújo de Oliveira, que acompanha o caso diretamente com a família de Isabel e a equipe médica que atende a reitora na Argentina.

"Seguimos na expectativa de evolução do quadro nestas 48 horas, com a redução gradativa da sedação, mas com os indícios de melhora progressiva que estão sendo observados é bastante grande a possibilidade de amanhã [segunda-feira] ser retirada a entubação. Assim será possível avaliar movimentos e reflexos da paciente com mais clareza, e também investigar fatores associados ou causadores do AVC", explica o médico.

Entenda o caso

A reitora Isabel Auler viajava em férias com o filho, Renato Auler, quando sofreu o derrame na última quinta-feira (26). Ela está internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) da Fundación para la Lucha contra las Enfermedades Neurológicas de la Infancia (Fleni), e agora também é acompanhada pela filha, Claudia Auler, professora e coordenadora do Curso de Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia da UFT no Câmpus de Gurupi, que chegou a Buenos Aires na madrugada de sábado (28).

Mobilização

Estudantes, técnicos-administrativos e professores da UFT permanecem em vigília, aguardando as melhores notícias sobre o estado de saúde da reitora.

Nesta segunda-feira (30), às 17h, um culto ecumênico irá reunir alunos, colegas da universidade, familiares e amigos no auditório do Cuica, em Palmas, para orações pela pronta recuperação de Isabel.

Paralelamente, a equipe de gestão da UFT segue mobilizada e em permanente articulação junto à família da reitora na resolução de questões práticas e burocráticas, inclusive na busca de apoio institucional do consulado e da embaixada brasileira na Argentina, além de outras instituições e órgãos relacionados do governo Federal e do Estado do Tocantins, no sentido de agilizar esforços e providências que viabilizem a continuidade do tratamento em Buenos Aires ou a transferência assistida da reitora de volta ao Brasil, na qualidade de autoridade brasileira, conforme o que for mais indicado pela equipe médica que a acompanha.

Instituições como a Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes) e o Grupo Coimbra de Universidades Brasileiras (GCUB) estão em contato com os gestores da UFT e já manifestaram solidariedade e apoio diplomático no caso, porém seguem as tratativas e a expectativa por providências que deverão avançar a partir desta segunda-feira (30).

Por Bianca Zanella: UFT


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Web Banner 240x240px Palmas Saude

ferpam 240x82

ENERGISA BANNER SETEMBRO

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

PROMOVA SEU NEGÓCIO

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.