IMG 1078

Marcada como uma tarde de manifestações e busca pela democracia, o dia 21 de outubro foi a data escolhida por diversas entidades e pela sociedade civil organizada como o marco inicial do movimento social #NãoMaisImpostos, nas principais cidades do Tocantins. Com o fechamento do comércio, cerca de trezentos cidadãos participaram em Palmas de uma concentração em frente à Assembleia Legislativa e caminhada até o Palácio Araguaia.

Como foi proposto pelo movimento, seriam entregues ao presidente da Assembleia Legislativa, Osires Damaso, e ao governador Marcelo Miranda, um documento pedindo a revogação do pacote de medidas, que aumentou taxas e impostos, e o retorno do funcionamento do Portal da Transparência.

Porém esta ação não obteve sucesso em ambos os locais. Na Assembleia Legislativa, os participantes estiveram presentes na sessão que ocorria no plenário, mas após a suspensão da sessão, o grupo que representava o movimento não foi recebido pelo Deputado Osires Damaso. O documento foi apenas recebido no protocolo geral da Assembleia. Já no Palácio Araguaia, o grupo de empresários foi recebido pelo secretário-chefe da Casa Civil, Télio Leão Ayres, que afirmou “Tão logo o Governador retornar de viagem tratarei isso pessoalmente com ele. Acredito que ele vai avaliar as reivindicações e dar o devido encaminhamento”, disse.

O movimento #NãoMaisImpostos teve forte adesão por parte do comércio local e pelas entidades representativas do setor de comércio e por entidades classistas. A multidão aos poucos se dispersou prometendo voltar em busca de respostas. Os organizadores do evento classificaram como positiva esta ação e esperarão um retorno do Governo para saber quais medidas deverão ser tomadas.


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.