CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

Fátima Miranda / Vice-Governadoria

transbananal

Representando o Tocantins, uma comitiva liderada pela vice-governadora Claudia Lelis participouda abertura do Fórum Político e a 7ª Dinâmica de Empreendimentos e Empreendedores A vice-governadora Claudia Lelis com o governador do Mato Grosso, Pedro Taques Cláudia Lelis lembrou que buscar alternativas e parcerias para alavancar o desenvolvimento dos estados e municípios é a solução mais viável A vice-governadora destacou que o convênio para divisão das responsabilidades na área da saúde vai melhorar o atendimento para a população Participaram do evento representantes dos estados do Tocantins, Mato Grosso e Pará
Com a presença de autoridades políticas de peso do Mato Grosso, aconteceu na manhã desta quinta-feira, 30, a abertura do Fórum Político e a 7ª Dinâmica de Empreendimentos e Empreendedores, em Porto Alegre do Norte (MT), há 550 Km de Palmas. Representando o Tocantins, uma comitiva liderada pela vice-governadora, Claudia Lelis, contou com o secretário-geral de Governo, Herbert Brito Barros (Buti), e o secretário da Saúde, Samuel Bonilha. A comitiva participou da abertura da audiência pública, que discutiu temas relacionados à sustentabilidade econômica da região.

Além dos representantes dos governos do Tocantins, Mato Grosso e Pará, estavam os senadores matogrossenses Blairo Maggi (PR), Wellington Fagundes (PR) e José Medeiros (PPS), além de deputados federais e estaduais, prefeitos da região e empresários do agronegócio.

O governador do Mato Grosso, Pedro Taques, abriu o evento e destacou a importância da parceria entre o Tocantins e o Mato Grosso. “Tenho certeza que os dois estados juntos vão construir o futuro desta região”, afirmou, agradecendo a presença da comitiva do Tocantins e destacando a ajuda que o Governo do Estado vem dando na área da saúde na região do Araguaia.

“Muitos pacientes desta região são atendidos em Palmas e só tenho que agradecer ao governador Marcelo [Miranda]; e a partir de hoje, vamos começar a elaborar o terno do contrato para fazermos um convênio interestadual. Com isso, faremos o repasse mensal de recursos ao Tocantins”, anunciou o governador.

A vice-governadora Cláudia Lelis lembrou em seu discurso que, em tempos de crise mundial, buscar alternativas e parcerias para alavancar o desenvolvimento dos estados e municípios é a solução mais viável para os gestores públicos. “Tenham a certeza de que o Governo do Tocantins irá trabalhar junto de todos os parceiros para desenvolver projetos e ações que possam gerar aumento na economia desta região. Sempre buscando o desenvolvimento aliado a preservação ambiental”, reforçou, falando sobre a construção da rodovia transbananal, que irá melhorar a malha logística e interligar os dois estados.

Claudia também lembrou que o convênio para divisão das responsabilidades na área da saúde entre o Tocantins e Mato Grosso irá definir um formato eficiente de gestão e contribuirá para melhorar o atendimento para a população dos dois estados.

O secretário Buti destacou que esse foi um momento importante para toda a região que envolve o Vale do Araguaia, principalmente na busca por novos investidores e na atração de indústrias. “Com certeza o governador Marcelo Miranda, aliado aos governadores do Mato Grosso e do Pará, soma esforços para desobstruir canais que estão obstruídos ao longo dos anos, para que possa fluir melhor o desenvolvimento de toda essa região”, pontuou.

A organização desta audiência é do deputado estadual do Mato Grosso Baiano Filho (PMDB), que lembrou que os três estados vizinhos têm problemas em comum e que reunir todos numa audiência pública é essencial para a solução. “A pactuação na área da saúde é sem dúvida a grande conquista deste ano para nós, e só temos que agradecer ao governador Marcelo Miranda pelo atendimento aos nossos pacientes”, destacou o deputado, comemorando o sucesso do Fórum.

Pactuação na saúde

Ficou acertada a pactuação, através de um convênio entre os dois estados, que os valores gastos pelo Tocantins com os pacientes mato-grossenses serão repassados pelo Mato Grosso. “O Sistema Único de Saúde [SUS] não tem fronteiras e todos os pacientes de urgência e emergência são atendidos. O que será feito é uma compensação financeira. O que nós propomos é uma pactuação, para que os gastos do Tocantins sejam repassados pelo Governo mato-grossense e fomos de pronto atendidos pelo governador Pedro Taques. Isso irá gerar mais benefícios para os dois estados”, explicou Samuel Bonilha.

Segundo o secretário, a média de atendimento, de 2013 até agora, é de cerca de 1 milhão de pacientes/ano. Ainda conforme destacou, o Estado do Mato Grosso também atende a pacientes indígenas que vivem na Ilha do Bananal, no Tocantins. “Ou seja, existe uma compensação e, no fim, todos saem ganhando, principalmente o paciente”, finalizou.

Transbananal

O projeto da rodovia Transbananal ligará o Centro-Oeste ao Norte brasileiro, no sentido Leste a Oeste, via Ilha do Bananal, por meio da BR-242. Mas, economicamente falando, ao ser concluída, a rodovia vai encurtar em quase mil quilômetros as distâncias para o escoamento de produtos que saem hoje de Mato Grosso para os portos litorâneos, tendo como ponto de intersecção o município de Gurupi (TO). Além de melhorar a malha logística e interligar os dois estados, o novo corredor de exportação terá um grande impacto na vida das populações locais, possibilitando o desenvolvimento econômico e turístico da região.

 Fátima Miranda/Vice-Governadoria


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Diario dotocantins 240x240

diario to

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.