CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

No Tocantins neste ano foram registrados 14.203 diabéticos até o mês de novembro.

DIA MUNDIA DIABETESO SUS oferta gratuitamente o tratamento com insulinas. Para monitoramento do índice glicêmico, é disponibilizado reagentes e seringas.

No dia 14 de novembro, é Dia Mundial do Diabetes. De acordo com a Federação Internacional de Diabetes (IDF), mais de 400 milhões de pessoas têm a doença em todo o mundo. Nos últimos 10 anos, o número de brasileiros diagnosticados com diabetes cresceu 61,8%, passando de 5,5%, em 2006, para 8,9%, em 2016, conforme mostra a pesquisa Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel), divulgada pelo Ministério da Saúde.

O estudo também apontou que as mulheres registram mais diagnósticos da doença. Por isso, neste ano, o tema escolhido para a campanha foi “Mulheres e diabetes: nosso direito a um futuro saudável”.

O diabetes é uma síndrome metabólica de origem múltipla, decorrente da falta de insulina e/ou da incapacidade de a insulina exercer adequadamente seus efeitos, causando um aumento da glicose (açúcar) no sangue.

No Tocantins neste ano foram registrados 14.203 diabéticos até o mês de novembro.

Tipos de diabetes

Em algumas pessoas, o sistema imunológico ataca equivocadamente as células beta. Logo, pouca ou nenhuma insulina é liberada para o corpo. Como resultado, a glicose fica no sangue, em vez de ser usada como energia. Esse é o processo que caracteriza o Tipo 1 de diabetes, que concentra entre 5 e 10% do total de pessoas com a doença. O Tipo 1 aparece geralmente na infância ou adolescência, mas pode ser diagnosticado em adultos também.

O Tipo 2 aparece quando o organismo não consegue usar adequadamente a insulina que produz; ou não produz insulina suficiente para controla a taxa de glicemia. Cerca de 90% das pessoas com diabetes têm o Tipo 2. Ele se manifesta mais frequentemente em adultos, mas crianças também podem apresentar. Dependendo da gravidade, ele pode ser controlado com atividade física e planejamento alimentar.

Já o diabetes gestacional é um problema que surge durante a gravidez. A mulher fica com uma quantidade maior que o normal de açúcar no sangue. É uma condição que quase sempre se normaliza sozinha depois que o bebê nasce. A diabete aparece quando o corpo não consegue fabricar a insulina em quantidade suficiente.

O diabetes gestacional pode ocorrer em qualquer mulher e nem sempre os sintomas são identificáveis. Por isso, recomenda-se que todas as gestantes pesquisem, a partir da 24ª semana de gravidez (início do 6º mês), como está a glicose em jejum e, mais importante ainda, a glicemia após estímulo da ingestão de glicose, o chamado teste oral de tolerância a glicose.

Tratamento

O SUS oferta gratuitamente o tratamento com insulinas. Para monitoramento do índice glicêmico, é disponibilizado reagentes e seringas.

Governo do Tocantins

Fotos: Web


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

durax 240x72

banner 300x250

ferpam 240x82

ENERGISA BANNER SETEMBRO

pub diario folha da cidade 270 340

PROMOVA SEU NEGÓCIO

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.