CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

Agente de combate a endemias e marinheiro encontram água parada em lixo jogado em terreno baldio Nielcem FernandesOs focos foram encontrados em lixo deixados em imóveis em construções e lotes baldios.Juliana Matos/Governo do Tocantins

Mais de 1.100 imóveis foram inspecionados nesta sexta-feira, 20, na Região Norte de Palmas durante mutirão de combate ao Aedes aegypti organizado por parceiros da Sala Estadual de Controle e Coordenação para Enfrentamento da Dengue, Chikungunya e Zika e Secretaria Municipal de Saúde. Na ocasião, 24 focos foram destruídos nas inspeções feitas nas Quadras 408 Norte, 508 Norte e 606 Norte. Os focos foram encontrados em lixo deixados em imóveis em construções e lotes baldios. O mutirão reuniu militares do Corpo de Bombeiros e Marinha do Brasil, Defesa Civil Estadual e agentes de combate a endemia da Capital.

Nesta sexta-feira, 230 imóveis, nas três quadras, não receberam visita por estarem fechados. Segundo a gerente de Ações Territoriais de Vigilância em Saúde de Palmas, Silvana Teixeira, os imóveis identificados como potencialmente de risco, como imóveis disponíveis para venda ou aluguel, receberão, posteriormente, visita de equipe de entrada forçada supervisionada pela Guarda Metropolitana, um agente de endemias e um chaveiro. “Imóveis fechados fazem parte da rotina de um mutirão e do trabalho de rotina, o problema é quando temos um imóvel fechado, mas que percebemos que tem morador dentro, por isso, é que trabalhamos sempre identificados e pedindo a colaboração da comunidade”, ponderou Silvana Teixeira.

Outras Mobilizações
A ação em Palmas, que também ocorreu em Araguaína, com apoio do Corpo de Bombeiros, faz parte do calendário de ações propostas pela Sala Estadual de Controle e Coordenação para Enfrentamento da Dengue, Chikungunya e Zika para que todas as sextas-feiras municípios, Estado e entidades parceiras realizem ações de mobilização da comunidade e públicos-afins em prol da prevenção e destruição de focos do mosquito Aedes aegypti.

Na próxima semana nova ação está prevista para acontecer na Capital nas Quadras 407 Sul, 507 Sul e 509 Sul. Também nos próximos dias está sendo articulada grande mobilização na Região Norte do Estado com a presença de militares parceiros. “Estamos intensificando as articulações com demais órgãos da esfera estadual e federal com os municípios. Na próxima sexta-feira nossa meta é que todos os municípios prioritários do Estado também realizem ações conjuntas de combate ao Aedes”, ressaltou o coordenador da Sala de Coordenação e Controle Estadual, capitão do Corpo de Bombeiros Marcelo Marinho.

O calendário de ações prioritárias de combate ao Aedes no Tocantins segue até 26 de maio. “Este é o período que tem mais incidência de chuvas e proliferação do vetor, serão realizadas ações em todo o Estado. Vamos trabalhar todos os meios possíveis para garantir que sejam realizadas mobilizações em Palmas e no interior também”, acrescentou o capitão Marinho.

Aedes aegypti é uma espécie endêmica de mosquito e que transmite a dengue, a febre chikungunya e a zika. Em 2016, de 1º de janeiro a 28 de dezembro, 6037 casos de dengue forma confirmados em todo o Estado. No mesmo período, 1.688 casos de zika e 348 casos de chikungunya foram confirmados no Tocantins. A preocupação com a prevenção de criadouros do mosquito surgiu depois da introdução em 2015 dos vírus destes últimos dois agravos e dos quais a população ainda não está imunidade. (Colaborou Nielcem Fernandes)


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

300x250 1

Banners Sites 240x240

ferpam 240x82

ENERGISA BANNER SETEMBRO

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

PROMOVA SEU NEGÓCIO

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.