CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

269785_700x450.jpg

Inspetores e fiscais da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) da barreira fixa de Caseara, na divisa com o estado do Pará, apreenderam na tarde desta segunda-feira, 7, cerca de 130 quilos de carne suína e bovina clandestina, sem selo de inspeção oficial e origem do produto.

A carne estava sendo transportada no bagageiro de um ônibus que vinha do Pará com destino a Goiás. Segundo a diretora do escritório local da Adapec de Caseara, Izilda Nunes da Silva, a apreensão dos produtos ocorreu porque de acordo com a legislação o transporte de produtos de um estado para o outro só pode ser feito se possuírem registro no Serviço de Inspeção Federal (SIF).

"O proprietário da carga não apresentou o comprovante de registro no órgão. Além disso, a carne suína in natura não pode entrar no nosso estado, porque o Pará não é livre de Peste Suína Clássica (PSC) e isso coloca em risco a sanidade do Tocantins e de outros estados”, disse Izilda. Após abordagem, foi feito o termo de apreensão e de destruição dos produtos. O ônibus foi liberado e a carga destruída no aterro sanitário de Caseara. Para o presidente da Adapec, Humberto Camelo, o governo do estado, por meio da Adapec, vem demonstrando seriedade no trabalho de proteção à sanidade do rebanho tocantinense.

“Estamos prestes a conquistar o certificado internacional de zona livre da peste suína clássica e não podemos deixar que todo esforço feito pelo governo do estado seja em vão, por causa da entrada de produtos clandestinos oriundos de outros estados”, disse Humberto. A diretora de Defesa, Inspeção e Sanidade Animal da Adapec, Regina Barbosa faz um alerta para que os consumidores não adquiriram e não transportem produtos de origem animal sem procedência. “É importante ressaltar que para garantir a qualidade dos produtos que vão para nossas mesas, o consumidor deve verificar sempre se estes possuem registro no serviço oficial de inspeção”, disse Regina, acrescentando que o transporte de produtos clandestinos é ilegal e deve ser apreendido, destruído e o proprietário pode até ser multado. 

 

ASCOM-TO


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Web Banner 240x240px Palmas Saude

ferpam 240x82

ENERGISA BANNER SETEMBRO

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

PROMOVA SEU NEGÓCIO

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.