CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

arrozx.jpg

O arroz é o terceiro grão mais produzido no Tocantins e  recebe incentivos no uso de novas tecnologias para impulsionar a cadeira produtiva da rizicultura no Estado. Nesta segunda-feira, 18, representantes da Secretaria do Desenvolvimento da Agricultura e Pecuária (Seagro), Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e Instituto do Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), se reuniram para debater sobre as estratégias de incentivo a cadeia produtiva do arroz no Estado.

Na reunião, que aconteceu na Secretaria da Agricultura, foi efetivada a criação do Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Arroz no Tocantins (Proato), a ser lançado ainda no primeiro semestre deste ano. Dentre as ações a serem executadas pelo Proato em 2016 constam, seminários e dias de campo, que serão realizados nas regiões de potencial do arroz irrigado, como Formoso do Araguaia e Lagoa da Confusão.

A Embrapa desenvolveu pesquisas de dez novas variedades adaptadas ao clima e solo tocantinense, com alta produtividade, tolerância a doenças e de boa qualidade de grãos. Para o pesquisador da Embrapa, Daniel Fragoso, uma grande vantagem destas variedades é a resistência à brusone, doença mais comum do arroz. “Com isso a variedade possui ganho ambiental na redução do uso de agrotóxico nas lavouras de arroz, melhorando a qualidade do grão na mesa do consumidor”, enfatizou, acrescentando que as atenções também são voltadas para a produção do arroz de terras altas.

Segundo o diretor de Políticas para Agricultura e Agronegócio da Seagro, José Américo Vasconcelos estas tecnologias devem ser difundidas para todos os produtores tocantinenses. “A nossa intenção é levar aos produtores essa oportunidade de expandir a produção com sementes de alta qualidade produtiva e adaptadas a nossa realidade. O Tocantins possui este potencial, portanto buscamos impulsionar essa cadeia de grande importância econômica para o Estado”, enfatizou.  

Agrotins

Ficou acordado na reunião que durante a realização da Feira de Tecnologia Agropecuária (Agrotins 2016), as tecnologias desenvolvidas pelas pesquisas serão apresentadas aos produtores de arroz do Estado.

Participam do Proato, além da Seagro, Embrapa e Ruraltins, a Superintendência Federal da Agricultura (SFA/TO), Sindicato do Arroz do Tocantins (Sindiato), Fundação Universidade do Tocantins (Unitins), Agência de Defesa Agropecuária (Adapec) e Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

ASCOM 


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Diario dotocantins 240x240

diario to

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.