CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

 

359572 1000A Aldeia Porteira, no município de Tocantínia, a 85 Km de Palmas, foi a primeira comunidade indígena no país a receber as visitas domiciliares previstas pelo Programa Criança FelizTharson Lopes/Governo do Tocantins

A Aldeia Porteira, no município de Tocantínia, a 85 Km de Palmas, foi a primeira comunidade indígena no país a receber as visitas domiciliares previstas pelo Programa Criança Feliz (PCF). As visitas, assim como o lançamento do Programa no município, ocorreram nesta quarta-feira, 26.

De acordo com a coordenadora Geral de Atendimento Familiar do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), Luana Konsen, a equipe nacional do PCF ficou muito surpresa ao saber que um município do Tocantins começaria as visitas por uma aldeia indígena e fizeram questão de acompanhar. “Essa iniciativa é algo pioneiro e servirá de modelo para outras comunidades do país”, declarou a coordenadora.

Durante o lançamento, Luana ressaltou ainda que o Programa é o primeiro no Brasil voltado para a primeira infância e que visa promover um olhar especial para essa fase da vida primordial ao desenvolvimento.

A primeira dama e secretária de Assistência Social de Tocantínia, Nara Cristina Gomes, ressaltou o impacto que o Programa Bolsa Família (PBF) já causa na comunidade: “Muitas famílias de nossas aldeias tem o Bolsa Família como fonte de subsistência, e acredito que o Criança Feliz será mais um importante reforço no cuidado com as crianças”, disse a gestora.

O cacique da Aldeia Porteira, Tiago Wakukepre Xerente, agradeceu a oportunidade de sua comunidade receber o Programa e acredita que o acompanhamento da equipe favorecerá fatores importantes para o desenvolvimento das crianças, como alimentação e saúde.

O evento de inauguração mobilizou famílias de diversas aldeias Xerentes da região e contou com a participação de representantes do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS); da coordenação estadual, a cargo da Secretaria de Estado do Trabalho e da Assistência Social (Setas); do Comitê Gestor Intersetorial do Programa, composto pelas secretarias de Estado da Saúde, da Educação, Juventude e Esportes (Seduc); e da Cidadania e Justiça (Seciju); além de representantes dos municípios de Miracema, Miranorte e Barrolândia, que pretendem aderir ao Programa.

As visitas domiciliares

Entre as principais metodologias propostas pelo Programa Criança Feliz estão as visitas regulares às famílias atendidas. Com elas, as equipes pretendem conhecer a realidade do público e oferecer apoio e orientações que os auxiliem no desenvolvimento de suas crianças, desde a gestação aos seis anos de idade.

Em Tocantínia, a escolha da equipe de trabalho buscou levar em conta o conhecimento e a proximidade dos entrevistadores com a cultura Xerente, portanto, dos quatro componentes, dois são indígenas. Segundo a coordenadora do PCF no Tocantins, Katilvânia Guedes, a escolha da equipe é uma responsabilidade do município, enquanto que o Governo do Estado ficou a cargo de capacitar esses trabalhadores. “Antes das visitas; as equipes receberam uma capacitação de 40 horas e tiveram aulas práticas, tudo na tentativa de muni-los de ferramentas para esse trabalho, que é fundamental para o sucesso do Programa”, explicou a coordenadora.

Nesta quarta-feira, cinco famílias da Aldeia Porteira foram visitadas e ao todo 17 serão contempladas. A entrevistadora Elisabete da Silva Xerente visitou a família de Juliana Xerente que tem três filhos e é beneficiária do Programa Bolsa Família. Sobre a experiência, Elisabete ressalta a importância de transmitir a cultura indígena de pai para filho, dando às crianças a oportunidade de crescer valorizando sua identidade. Já Juliana apontou a facilidade para eles de recebem as informações na sua língua atendendo as suas peculiaridades.

Para a coordenadora do PCF em Tocantínia, a indígena Valdete Brupahi Xerente, o Programa será fundamental para as aldeias e explica: “Nosso povo tem muito amor e cuidado com suas crianças, mas muitas vezes falta orientação em pontos cruciais. Acredito que esse trabalho vai ajudar muito os pais a direcionarem seus filhos e dar a eles o que precisam para se desenvolverem”.

Criança Feliz no Tocantins

No Tocantins, o governador Marcelo Miranda assinou o termo de adesão ao Programa no dia 9 de março deste ano, e até o momento 43 municípios fizeram a adesão e estão sendo assessorados pela equipe técnica da Secretaria de Estado do Trabalho e da Assistência Social (Setas) no processo de implantação.

Lara Cavalcante/ Governo do Tocantins


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Diario dotocantins 240x240

diario to

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.