CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

destaque-372874-ali.jpg

A Polícia Civil cumpriu mandado de prisão temporária decretado pela Justiça contra José de Arimateia Paulino Martins, acusado de aliciar estudantes de uma escola, com presentes, em troca de "favores sexuais", em Altamira, sudoeste paraense. Ele foi preso nesta quarta-feira (29) por policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Criança e ao Adolescente (Deaca). Segundo a delegada Renata Gurgel, titular da Delegacia, a prática criminosa chegou ao conhecimento da unidade policial por meio de policiais militares e conselheiros tutelares da cidade.

Segundo eles, o acusado costumava abordar meninos que estudam na escola. Assim, durante as investigações, dois estudantes, ambos de 12 anos, foram ouvidos em depoimento e confirmaram que praticaram atos sexuais com o acusado. A delegada instaurou inquérito policial para apurar o caso e representou com pedido de prisão temporária do acusado e de mandado de busca e apreensão na casa de José.

No local, situada aos fundos de uma igreja evangélica, durante o cumprimento da busca e apreensão, a equipe policial apreendeu brinquedos, balas e poemas que eram oferecidos aos meninos. "Isso robusteceu ainda mais os elementos de convicção acerca da autoria e materialidade do delito previsto no artigo 217-A, do Código Penal", detalha a delegada.

 

(*DOL)


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

durax 240x72

assembrleia 240

ferpam 240x82

ENERGISA BANNER SETEMBRO

pub diario folha da cidade 270 340

PROMOVA SEU NEGÓCIO

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.