CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

A área do União Sul era parte de propriedade privada

db978e4d12eb09561f8891c4a5ba83f5 A partir da regularização do setor, o União Sul poderá ser objeto de projetos para obtenção de recursos para realização de obras de infraestrutura.Foto: Júnior Suzuki.

A Prefeitura de Palmas realizará o desmembramento da área para registro de matrícula que garantirá a regularização fundiária do Setor União Sul. O anúncio foi feito nesta quinta-feira, 29, para moradores do bairro pelo prefeito Carlos Amastha. Com essa medida a expectativa é de que as cerca de 650 famílias que moram no bairro recebam seus títulos de imóveis em até um ano.

 que havia sido doada pelo Estado à Infraero e que está sob disputa judicial por causa de cobrança de indenização correspondente à desapropriação da área. O pedido feito pela Prefeitura de Palmas e acatado pela Justiça, para sua inclusão no polo passivo da ação para separação da área no processo, garante agora autonomia do Município no processo de regularização do bairro.

Com o desmembramento, será aberta nova matrícula para o bairro, ainda sob matrícula da Infraero, conforme explicou o prefeito Carlos Amastha. "Não fazia sentido esta área estar à espera por anos da resolução de uma causa cuja área não tem nada a ver com o aeroporto. O povo quer solução e hoje podemos celebrar esse grande passo", afirmou o prefeito.

Desmembramento

Com a autorização da Justiça, uma portaria será publicada nos próximos dias aprovando o desmembramento da área correspondente ao bairro e que totaliza 509.242,92 m².

O presidente da Associação de Moradores do União Sul, Wesley Maia, comemorou a novidade. É o reconhecimento da existência do setor e da necessidade de legitimar seus moradores através dos títulos de propriedade. “Até então, não era possível para recebermos infraestrutura e agora ficamos satisfeitos e imensamente felizes pela notícia", frisou Maia.

Conforme acrescentou Amastha, a partir da regularização do setor, o União Sul poderá ser objeto de projetos para obtenção de recursos para realização de obras de infraestrutura, como asfalto e equipamentos públicos como creche, escola e posto de saúde.

Próximos passos

O secretário municipal de Desenvolvimento Urbano, Regularização Fundiária e Serviços Regionais, Roberto Petrucci Junior, explicou que a partir do desmembramento será dado encaminhamento ao processo de indenização ao proprietário e, em seguida, atualizado o levantamento social das famílias residentes no União Sul. "Vamos dar sequência no levantamento social, realizar a topografia e transferência dos imóveis e depois a outorga de títulos para os atuais proprietários", explicou Roberto Petrucci Junior.

Ainda segundo o secretário, serão beneficiadas famílias que já residem no setor e que não tenham outro imóvel. Serão observadas, além dessas, as previsões constantes na Legislação Federal de Regularização Urbana (Reurb).

Regularização

O processo de regularização fundiária do Setor União Sul faz parte do Plano de Regularização Fundiária Sustentável de Palmas e que já garantiu a entrega de mais de nove mil títulos a famílias de Palmas.

Na ocasião do anúncio estavam presentes a vice-prefeita Cinthia Ribeiro, o deputado estadual Ricardo Ayres, os vereadores major Negreiros e Vanda Monteiro.

Juliana Matos


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Web Banner 240x240px Palmas Saude

ferpam 240x82

ENERGISA BANNER SETEMBRO

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

PROMOVA SEU NEGÓCIO

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.