CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

sabatina_acipa_24-06-16_AG_5.JPG

Raul discutiu ainda sobre os entraves do BRT, e a alta carga tributária que não está sendo revertida em benefícios para a sociedade

O presidente do PR Metropolitano de Palmas Raul Filho, foi sabatinado na manhã desta sexta-feira, 24, na sede da Associação Industrial e Comercial de Palmas (Acipa). O ex-prefeito e pré-candidato à Prefeitura de Palmas, fez breve apresentação das ações que contribuíram para o crescimento do município durante seu governo.

A carga tributária aplicada pela atual gestão de Palmas, além da retração da economia brasileira, foram pontos levantados na sabatina pelos empresários do setor automobilístico, Beto Lima e Klever Gonçalves. Eles acreditam que, a corrupção política é um dos principais fatores que entravam o desenvolvimento do país.

Raul Filho sustentou que, um país como o Brasil não pode usar uma crise econômica como entrave. "Isso tudo é consequência das concessões políticas, por isso aumentam os tributos, e quem paga são os comerciantes", esclareceu o ex-prefeito alertando ainda que é preciso retomar os investimentos na construção civil e controlar os gastos dos governos. "Deixar de fazer política de favores, e controlar a contratação para o emprego público", esclareceu.

A Reforma Tributária feita durante seu governo (2005 - 2012), foi um dos pontos que gerou esclarecimento para a classe empreendedora. "Não afetou os empresários e não metemos a mão no bolso da população. Palmas precisa rever essa carga tributária", defendeu Raul, apontando ainda para o aumento da arrecadação pela atual gestão. "Começamos nossas obras com recursos próprios. Hoje, com o orçamento de mais de 1 bilhão, não foram feitas obras físicas impactantes para a Habitação, Saúde e Educação. O que vemos, são gastos e desperdícios desnecessários com viagens e despesas de luxo", comparou.

Perguntado sobre o estacionamento rotativo, Raul Filho considerou a forma de implantação como "distorcido" e com apenas a intenção de arrecadar. Raul defende que deveria ser de forma filantrópica, destinando para associações como a de Pais, Amigos dos Excepcionais (APAE), que chegou a ser debatida no seu governo.

O empresário Elvio Quirino aproveitou a ocasião e fez um relato da tentativa de discutir com a equipe do atual de Palmas para algumas áreas do comércio, principalmente os estacionamentos. "Secretários arrogantes, isso afeta a democracia na cidade", desabafou Quirino.

O representante da Associação Brasileira de Agências de Viagens ABAV-TO, empresário Rodolfo José Antunes, destacou o potencial turístico da capital e sabatinou Raul Filho sobre projetos para impulsionar turístico para Palmas. "Turismo de negócios é uma realidade. É preciso aflorar e colocar toda nossa riqueza turística em um calendário nacional, disse Raul reconhecendo que ainda é necessário investir em parques como o Cesamar. "Devemos explorar o lago, mas, precisamos ainda convencer as leis ambientais de que Palmas precisa explorar o Turismo por meio de suas belezas ambientais", reconheceu Raul Filho.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Palmas (CDL) Davi Gouveia, defendeu a emoção e motivação do clima natalino para o comércio e destacou a importância do relacionamento institucional de um governo com as empresas de comunicação. "O clima natalino para motivar o consumo e a comunicação estreitando a relação com a sociedade", explicou.

Raul Filho defendeu que na época, quando assumiu a cidade em 2005, existiam prioridades emergenciais. O ex-prefeito citou o plano de cargos, carreiras e salários dos servidores e até o controle das dívidas por falta de repasses para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), na gestão anterior. "Saúde não tinha unidades com sede própria, tivemos que construir para a melhoria na oferta dos serviços. A Educação como todos reconhecem, foram construídas escolas para o ensino fundamental e infantil. Ainda tivemos compromissos com iluminação pública nas avenidas, duplicação da Teotônio Segurado sentido norte e sul, além de investimento em pavimentação de setores industriais e quadras residenciais. Foram essas infraestruturas emergenciais, que nos levaram ao crescimento naquela época", detalhou.

BRT – Questionado sobre o BRT (Bus Rapid Transit), Raul considerou arriscado a proposta atual, podendo dobrar o valor do bilhete para o usuário do transporte coletivo. "O atual prefeito está "patinando" ao agregar luxo a esse projeto, a ficha caiu, mas não quer assumir que errou", desvendou.

Considerações finais - Raul Filho, cobrou um debate entre os candidatos, para que nada fique entre palavras vazias e que as informações sejam cautelosas e objetivas. "Quando assumi a prefeitura, Palmas era uma indústria de invasão. Acabamos com isso, construindo o maior programa de moradia da história de toda política da Capital, contemplando 8.050 casas para tirar muita gente da lona preta e ainda levar para uma escola de qualidade", descreveu.

Por fim, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Palmas (ACIPA), Kariello Coelho, agradeceu a presença do republicano Raul Filho e destacou a parceria político-privada para o desenvolvimento da Capital. "Espero que o próximo prefeito tenha uma equipe em consonância com a classe empresarial", desejou.

Assessoria de Imprensa

O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Web Banner 240x240px Palmas Saude

ferpam 240x82

ENERGISA BANNER SETEMBRO

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

PROMOVA SEU NEGÓCIO

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.