CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

Em São Paulo (SP) entre os dias 13 e 16 de junho

As quadras do Tênis Sesc, que fica no Jardim Aureny III, na região Sul da capital, desde o início de maio tem dois novos atletas. E especiais, diga-se! Os cadeirantes Cláudio Novaes, 51, e Clério Romão, 41, que estão se preparando para defender o Tocantins na Copa das Federações de Tênis em Cadeira de Rodas, que será realizada em São Paulo (SP) entre os dias 13 e 16 de junho. Os dois atletas cadeirantes têm histórias diferentes para a situação atual de cada um, mas, em comum, têm o mesmo objetivo: se superar. E é essa incrível história que pretendemos contar.

Cláudio Novaes de Farias, 51 anos, solteiro, servidor público federal, carioca, sofreu um acidente automobilístico há 21 anos ainda no Rio de Janeiro (RJ), quando teve a perna esquerda amputada. Há um ano e meio mudou-se para Palmas. Nunca dispensou uma atividade esportiva, mesmo depois do ocorrido. “Comecei a buscar atividades físicas e esportes adaptados para manter a atividade física, coisa que sempre gostei”, revela.

Ele já praticava baquete em cadeira de rodas e agora migrou para o tênis. “Muito interessante a estrutura do Tênis Sesc, estou gostando e tendo muito apoio aqui do professor Elerubens, é um ótimo didata e estou empolgado”, destaca. O atleta defende a prática de uma atividade esportiva, independentemente da situação da pessoa. “Para mim, é uma oportunidade de aprender uma nova modalidade esportiva e manter a atividade física”, ressalta e emenda: “a atividade física reflete o nosso dia-a-dia, o nosso ânimo, o nosso comportamento no trabalho, em casa. Aqui (no Tênis Sesc) a gente se desestreça, e esse momento de adrelina, de superação, isso faz muito bem pra gente”, avalia.

Modesto, com relação à participação no certame nacional, Cláudio Novaes disse que a expectativa é “apenas a de aprender mais com o esporte, trocar experiências e manter esse contato junto ao pessoal do Tênis, por meio das federações, para que outras competições possam surgir adiante”, destaca.

Clério Ronil Martins Romão, 41, tocantinense de Guaraí, solteiro, reside em Palmas há 29 anos e é servidor público estadual há 13 anos. Teve paraplegia, ou seja, paralisação dos membros inferiores, precisamente das pernas, devido a uma paralisia infantil que sofreu aos sete meses de idade. “Só posso dizer que se a oportunidade existe, a gente deve aproveitar”, afirma ele sobre a prática do tênis em cadeira de rodas. E ressalta: “É uma oportunidade de aprender um esporte com mais saúde, para um condicionamento físico melhor”. Quanto à Estrutura do Tênis Sesc, o atleta foi só elogios: “É muito boa, oferece um ambiente muito bacana para nós, tanto para pessoa sem, quanto para a pessoa com deficiência, como nós”, diz.

Sobre a força para praticar esse esporte, ele foi direto: “Atribuo isso à questão da minha saúde, na busca de uma melhor qualidade de vida, porque como deficiente físico a gente acaba, para dizer em um português claro, muito parado. Fazendo um esporte a gente vai queimar um pouquinho de caloria e fazer bem à saúde”, finaliza.

Copa das Federações em Sampa
Anualmente a Confederação Brasileira de Tênis (CBT) promove a Copa das Federações de Tênis em Cadeira de Rodas, para definir o Estado Campeão Brasileiro. Esse ano a Copa será realizada em São Paulo (SP), no Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, entre os dias 13 e 16 de junho.

Para o professor de tênis do Tênis Sesc, Elerubens Dias da Silva, que há dois anos atende cerca de 100 crianças do Projeto Carrossel, o treinamento dos dois atletas não fica nada a dever para o de outros profissionais. “Começa com um aquecimento normal, como qualquer atleta, a única regra diferente do tênis tradicional é que a bola pode quicar duas vezes, o resto é tudo normal, então a gente não trata eles com diferença, porque eles são muito capazes, e acreditamos que o dois têm tudo para representar bem o Estado e o Tênis Sesc nesse campeonato brasileiro”, destacou o professor.

De acordo com o responsável por ter levado o projeto do tênis para cadeirantes para o Tênis Sesc, o professor do Sesc e Diretor da Federação de Tênis do Tocantins, Welber de Freitas Pacheco, essa ação foi possível graças a uma parceria do Sesc Tocantins com a Federação. “A Federação entrou com duas cadeiras profissionais e o Sesc com todo o espaço físico, material de uso e o professor”, confirmou.

Serviço
Esporte e Lazer – Tênis Sesc Palmas
Ação: Preparação de cadeirantes para a Copa das Federações de Tênis em Cadeira de Rodas em São Paulo (SP)
Informações: (63) 3216-8901


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Web Banner 230x230px Energisa Dom Orione 2018 3

Banners Sites 240x240

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.