CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

Semana_Jurídica_1.png

Hoje, 10, às 19h30, será a abertura da XVI Semana Jurídica do Centro Universitário UnirG. O evento seguirá até no próximo dia 12, no Clube da OAB, em Gurupi e reunirá acadêmicos do curso de Direito da Instituição, egressos e profissionais da área jurídica.

"Essa edição aborda o tema Direitos Humanos, com palestras sobre a defesa dos direitos das mulheres, dos menores, combate ao trabalho escravo e os  direitos dos indígenas frente à PEC 215", disse o presidente da Comissão Organizadora do Evento, o professor Paulo Izídio.

De acordo com a coordenadora de Direito, Kádyan Gonzaga, a programação irá trazer o que há de discussões mais polêmicas e atuais do cenário jurídico nacional. "Teremos a participação de grandes personalidades da área que tem muito a colaborar com as discussões propostas no evento. Os Direitos Humanos têm sido o foco dos tribunais nacionais e internacionais, tendo em vista que o tema trata das necessidades das garantias dos direitos básicos da população", relatou.

Palestra de abertura

 

Amanhã, às 21h, o procurador da República, Mário Lúcio Avelar, abordará Os direitos dos Indígenas e a PEC 2015.

 

Mário Lúcio ingressou no órgão em 1996 e já atuou em São Paulo – São José do Rio Preto, Tocantins, Distrito Federal, Mato Grosso e atualmente em Goiás. Ele é bacharel emunnamed direito pela UFG e em Economia pela PUC-GO, especialista em Direito Constitucional, Administrativo e Processo Penal.

"A palestra tratará do direito às terras indígenas como direito de natureza fundamental e insuscetível de alteração na forma pretendida. Verificaremos que a Constituição Federal tem um compromisso com os direitos fundamentais, sendo um dos seus princípios a promoção da dignidade da pessoa humana", adiantou Avelar.

O procurador mencionou ainda que "O direito às terras indígenas, por fazer parte do núcleo de identidade da Constituição, não pode ser abolido, reduzido, mitigado, por emenda constitucional. A sua aprovação implica severa ameaça à sobrevivência e à dignidade dos povos indígenas, mas também a violação de outros direitos, que, pela natureza difusa, afeta toda a sociedade brasileira".

PEC 215

A proposta de Emenda à Constituição (PEC) 215/00 tramita na Câmara desde 2000. A proposta transfere o poder de demarcação de terras indígenas, territórios quilombolas e unidades de conservação da União para o Congresso Nacional. A PEC também possibilitaria a revisão das terras já demarcadas. Atualmente, apenas o Poder Executivo, munido de seus órgãos técnicos, pode decidir sobre essas demarcações.

No dia 27 de outubro os deputados aprovaram a PEC 2015/00, na comissão especial destinada a analisar o tema. A aprovação definitiva ainda depende de turnos de votação nos plenários da Câmara e do Senado.

A Semana Jurídica abordará relevantes temas no contexto jurídico com palestrantes de São Paulo, Rio de Janeiro, Pará, Goiás e Tocantins. Haverá também o concurso de exposição de palestras para turmas de acadêmicos de Direito da UnirG e exposição de trabalhos discente.

Confira a programação completa anexa

 

O Clube da OAB está localizado na avenida F, quadra 51-A, lote 01, bairro Residencial Park dos Buritis, Gurupi-TO (próximo ao campus I).

 

UNIRG 


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

ENERGISA OUTUBRO 240x240

Mídias Sites 240x240

ferpam 240x82

diario do tocantins OBRAS PELA CIDADE 240x570 1

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.