CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

Trump-vs-Hilary-1024x576.jpg

A ex-secretária de Estado Hillary Clinton alertou os eleitores norte-americanos sobre os riscos de uma vitória do empresário Donald Trump nas eleições presidenciais de novembro deste ano. "Não podemos deixar cair o legado de Barack Obama nas mãos de Donald Trump”, disse a candidata em um evento na NAACP, uma entidade que defende os direitos das minorias, em Detroit, no estado de Michigan, na noite de ontem (1º). Hillary se referiu às conquistas sociais e aos direitos das minorias, que foram fortalecidos durante o governo Obama.

Pesquisa de opinião divulgada pela rede de televisão NBC, pelo jornal Wall Street Journal e pelo instituto Marist mostra Donald Trump com uma ampla vantagem nas primárias de amanhã (3), em Indiana, sobre os demais republicanos. As primárias se destinam a escolher os candidatos que vão representar os partidos Republicano e Democrata nas eleições presidenciais dos Estados Unidos.

Pelo Partido Republicano, Trump tem 49% eleitorado, contra 34% de Ted Cruz, senador do Texas, que também é candidato. O terceiro candidato republicano em preferência é o governador de Ohio, John Kasich, com 13%.

Em uma entrevista na Fox News, nesse domingo, Trump disse que está otimista com a possibilidade de alcançar a nomeação republicana antes mesmo da convenção nacional do partido, marcada para julho. Indagado sobre os efeitos de uma possível vitória em Indiana, ele respondeu: “Acabou”, indicando que, com uma boa vitória em Indiana, não haveria mais chance de ser alcançado pelos outros dois candidatos republicanos.

Para garantir a nomeação do partido, Trump precisa obter o voto de 1.237 delegados. Se conquistar os 57 delegados em disputa em Indiana, Trump passaria a ter 1.012 delegados vinculados – 225 a menos do que o necessário.

Mesmo que confirme as previsões das pesquisas, Trump terá de esperar até o início do próximo mês para assegurar a nomeação pelo Partido Republicano. Em 7 de junho, haverá primárias em cinco estados norte-americanos, entre os quais a Califórnia, onde os candidatos republicanos disputarão 172 delegados.

Democratas

Hillary Clinton lidera a preferência dos eleitores na disputa pela nomeação do candidato que representará o Partido Democrata nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. Além de prometer que vai manter as medidas de Barack Obama em favor das minorias, Hillary disse que, se eleita, vai nomear um gabinete presidencial em que pelo menos metade dos integrantes será mulheres.

A liderança de Hillary é reconhecida até por Bernie Sanders, seu opositor dentro do partido. Sanders reconheceu que, para alcançar Hillary, terá que vencer “uma subida íngreme” que há pela frente. "Mas não é um caminho impossível de escalar e temos a intenção de lutar pelos votos e pelos delegados restantes", ponderou Sanders.

 

Edição: Talita Cavalcante/ EBC


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

ENERGISA OUTUBRO 240x240

Mídias Sites 240x240

ferpam 240x82

diario do tocantins OBRAS PELA CIDADE 240x570 1

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.