CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

Iniciativa oferecerá atendimento para Micro, Pequenas e Médias Empresas (MPMEs) interessadas em aumentar capacidade de atuação no mercado internacional.

acordo uft e fieto foto adilvan nogueiraO acordo será desenvolvido de dezembro este ano a julho de 2019 contemplando as etapas de apresentação do projeto à comunidade acadêmica, seleção dos participantes, desenvolvimento de um plano de trabalho, capacitação técnica, aplicação do programa Rota Global, análise dos resultados e desenvolvimento e apresentação do diagnóstico.Foto adilvan nogueira

Assinado nesta segunda-feira, 19/11, um Acordo de Cooperação Técnica entre a Federação das Indústrias do Estado do Tocantins (FIETO) e Universidade Federal do Tocantins (UFT) vai viabilizar a micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) tocantinenses a atuação de forma planejada no mercado internacional a fim de aumentar a competitividade. O acordo foi celebrado entre as instituições por meio do presidente da FIETO, Roberto Pires, e o reitor da UFT, Eduardo Bovolato, na sede da Federação em Palmas.

O acordo será desenvolvido de dezembro este ano a julho de 2019 contemplando as etapas de apresentação do projeto à comunidade acadêmica, seleção dos participantes, desenvolvimento de um plano de trabalho, capacitação técnica, aplicação do programa Rota Global, análise dos resultados e desenvolvimento e apresentação do diagnóstico. O Rota Global é executado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) nos estados por meio da Rede Brasileira de Centros Internacionais de Negócios (Rede CIN) da qual a FIETO é integrante.

“A pauta exportadora do Tocantins é composta predominantemente de commodities como a soja e a carne bovina, o que nos leva a trabalhar para aumentar a participação de produtos industrializados que explorem nosso grande potencial no agronegócio. Para isso, nós precisamos mostrar aos empresários que a internacionalização dos produtos é uma importante alternativa para o aumento da competitividade e, mais do que isso, dar condições para que eles atuem no mercado internacional”, disse o presidente da FIETO, Roberto Pires. Ele destaca que a iniciativa oferece atendimento completo para empresas, com análise de perfil empresarial, Avaliação de Maturidade Internacional, montagem de um Plano de Ação para Internacionalização e atendimento consultivo, gratuitamente.

Por meio do reitor, Bovolato a UFT se colocou à disposição para explorar o potencial do Estado no que diz respeito à internacionalização e para aproximar a academia das instituições privadas, ação que integra o plano de gestão da Universidade. A instituição auxiliará com recursos humanos no processo de análise do potencial exportador e de internacionalização das empresas e indústrias do estado do Tocantins disponibilizando alunos do curso Relações Internacionais.

Participaram da reunião de assinatura o professor do curso de Relações Internacionais, Ítalo Sposito, a gerente da FIETO, Amanda Barbosa e o diretor executivo da FAPTO (Fundação de Apoio Científico e Tecnológico do Tocantins), Léo Araújo. Negócios de todos os setores e estados, com prioridade para micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), poderão ser inscritos. Para obter mais informações os empresários podem procurar o Centro Internacional de Negócios (CIN) da FIETO pelo telefone (63) 3229-5769.


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Negociação de Dividas Energisa 240x240 2

Web Banner 240x240px Cidade Encantada Energisa PP

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.