CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

Por: Imprensa Vicentinho

FICHA LIMPA COM DEZENAS DE PROCESSOS PELO BRASIL

IMG 6879No material a imprensa, Carlesse, que responde a mais de 70 processos no Brasil, afirmava que enviava certidões negativas para comprovar sua condição de “ficha limpa”.

CERTIDÕES PARA IMPRENSA: TEM ATÉ DÍVIDAS

Candidato enviou à imprensa oito certidões que dizia ser negativas, mas em uma delas tem a ação da Capital Floresta contra ele e outras três pessoas, além de processo por improbidade já no cargo de governador

O governador interino e candidato na eleição suplementar de 24 de junho, Mauro Carlesse (PHS), remeteu, nesta sexta-feira, 8 de junho, material à imprensa que mostra uma ação contra ele de R$ 7,9 milhões.

No material a imprensa, Carlesse, que responde a mais de 70 processos no Brasil, afirmava que enviava certidões negativas para comprovar sua condição de “ficha limpa”. No entanto, na certidão sobre processos em tramitação no Tocantins, consta a ação n.º 0011896-39.2016.827.2722, movida pela empresa Capital Floresta contra ele e mais três pessoas de uma mesma família, além do processo 0005421-96.2018.827.2722, movido pelo MPE (Ministério Público Estadual), que cobra de Carlesse, já como governador, providência para área da Saúde.

Essa certidão está disponíveis nos veículos de comunicação que publicaram o material enviado por Carlesse. Confira: 1 - http://afnoticias.s3.amazonaws.com/uploads/2018/06/08141840/var_www_git_main_src_siscoce__downloads_reports_teste-TJ-TO-1.pdf
2 - https://clebertoledo.com.br/wp-content/uploads/2018/06/Certid%C3%A3o-de-Distribui%C3%A7%C3%A3o-A%C3%A7%C3%B5es-e-Execu%C3%A7%C3%B5es-C%C3%ADveis-e-Criminais-2.pdf
3 - http://s3-us-west-2.amazonaws.com/araguainanoticias/wp-content/uploads/2018/06/09083119/var_www_git_main_src_siscoce__downloads_reports_teste-TJ-TO-1.pdf

A Capital Floresta e as dívidas não pagas

A ação contra Carlesse está em pleno andamento na 1ª Vara Cível de Gurupi. No processo, o governador interino, Valdir Haas, Izara Bonaldo Hass e Mirley Vargas marinho Haas são acusados de vender à empresa, que planta eucalipto e trabalha em atividades de apoio à produção florestal, a Fazenda Tempo a Tempo, localizada em Aliança, Sul do Estado, sem quitar as dívidas com o Banco do Brasil e com a União, o que eles haviam se comprometido em contrato a fazer após receber parte do dinheiro.

O imóvel rural, de 2.796,82 hectares, foi vendido por R$ 7,3 milhões. A Capital Floresta pagou mais de R$ 5,14 milhões e mesmo assim os antigos proprietários, entre eles Carlesse, não quitaram os débitos com o banco e com a União. O valor das dívidas era grande, mas inferior à quantia recebida.

A empresa, então, precisou entrar com a ação para obrigar os vendedores a cumprirem o contrato e, assim, ter a propriedade definitiva da fazenda.

Atualmente, a área recebe uma grande plantação de eucalipto, feita pela Capital Floresta, que, no entanto, não pode registrar a fazenda como sua por causa das dívidas deixadas por Carlesse e os demais devedores.

A Capital Floresta conseguiu duas decisões mandando os réus quitarem as dívidas, mas isso não ocorreu. Carlesse teve várias notificações judiciais contra si no processo.


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Diario dotocantins 240x240

diario to

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.