CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

380267 520A agenda do Governo na Europa encerrou na sexta-feira, 17, com uma visita ao Porto de Amsterdã. Foto:Pedro Barbosa/Governo do Tocantins

Em Haia, na Holanda, Marcelo Miranda se reuniu com empresários e apresentou números e condições naturais do Estado do Tocantins, que favorecem investimentos em ferrovia e hidroviaPedro Barbosa/Governo do Tocantins

Debates em torno de políticas de proteção ambiental e a busca por parcerias para investimentos no Tocantins foram destaques em agenda internacional do governador Marcelo Miranda. À frente da comitiva tocantinense, o governador esteve na Europa de 12 a 17 de novembro, onde participou de uma extensa agenda, como a Conferência Mundial do Clima (COP23), em Bonn, na Alemanha. A comitiva também cumpriu agenda em cidades da Holanda.

Para o governador, a viagem foi muito importante. “Não podíamos ficar de fora dessa discussão. O mundo inteiro está preocupado com o futuro ambiental e, claro, o Tocantins também. Hoje, somos um grande exemplo de que é possível criar medidas que contribuam para a redução do desmatamento. Estamos fazendo nosso dever de casa”, destacou.

Durante o Amazon Bonn, evento realizado dentro da Conferência, o governador discutiu assuntos relacionados à proteção da floresta amazônica. Na ocasião, o Tocantins foi destaque e referência a ser seguida pelo mundo, sendo o Estado que mais reduziu o desmatamento este ano na Amazônia Brasileira, com o percentual de 55%. O índice é referente ao período de agosto de 2016 a julho de 2017.

Na oportunidade, Marcelo Miranda apresentou os investimentos do Governo do Estado em ações tecnológicas que contribuem para reduzir a emissão de gases de efeito estufa no sistema agropecuário, aumentando a produção e a renda, e preservando os recursos naturais. É o caso do Plano de Agricultura de Baixo Carbono (ABC) e a criação do Comitê de Proteção à Amazônia (Copal).

Falando em nome dos nove governadores da Amazônia, Marcelo Miranda defendeu a união e a integração dos estados da região, como forma de somar medidas viáveis e reais para a redução do desmatamento.

Em audiência com o embaixador da Noruega, Nils Martin Gunneng, o governador também mostrou as ações desenvolvidas no Estado, como a implementação do Programa de Redução das Emissões por Desmatamento e Degradação (REDD+); o Cadastro Ambiental Rural (CAR), fruto de convênio com o Fundo Amazônia; a Plataforma de Compartilhamento de Informações (PCI - Semarh); e a implantação do Centro de Monitoramento Ambiental e Manejo do Fogo (Cemaf), em parceria com a Universidade Federal do Tocantins (UFT) em Gurupi; dentre outros.

Desmatamento

Ainda na COP 23, o Tocantins participou de dois momentos importantes envolvendo a Força-Tarefa dos Governadores para o Clima e Floresta (GCF). Participaram pelo Estado, o subsecretário da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Semarh), Fabio Lelis; e o diretor de Instrumentos de Gestão Ambiental da pasta, Rubens Brito. A primeira reunião teve o tema ligado à produção agrícola e ao desmatamento tropical, e em o outro momento um painel de perguntas e questões pontuais sobre projetos, resultados e desafios enfrentados pelos estados.

Infraestrutura fluvial

Paralelo à agenda ambiental, a comitiva cumpriu outros compromissos. A busca por investimento em infraestrutura fluvial para o Tocantins, por exemplo, levou a comitiva até a cidade de Haia, na Holanda. Lá, membros da comitiva se reuniram com a diretora de Assuntos Logísticos do Ministério da Infraestrutura e Portos, Brigit Gijsbers; e com a embaixadora do Brasil nos Países Baixos, Regina Dunlop. Em Gorichem, também na Holanda, conheceram empreendedores de duas grandes empresas: o diretor executivo da Concórdia Group, Chris Kornet; e o presidente da Damen Shipyards, René Berkvens.

Nas duas empresas, Marcelo Miranda e comitiva apresentaram números e condições naturais do Tocantins, que favorecem investimentos em ferrovia e hidrovia.

Combate a queimadas

Na agenda, uma passagem pela cidade de Ulm, a cerca de 570 quilômetros de Bonn. A comitiva tocantinense visitou a fábrica da empresa Magirus, para conhecer a linha de produção da empresa. A Magirus fornece, ao Governo do Tocantins, os caminhões auto bomba tanque florestal, considerados os mais modernos no combate às queimadas.

Foram adquiridos três desses caminhões, que contam com cabines pressurizadas que permitem a travessia em meios às chamas. Os três veículos se juntarão a outros dois que já estão em operação. Ainda existem outros dois caminhões negociados pelo Governo do Estado, em fase final de fabricação na Itália.

Encerramento

A agenda do Governo na Europa encerrou na sexta-feira, 17, com uma visita ao Porto de Amsterdã. De propriedade do município, o Porto emprega, aproximadamente, 68 mil trabalhadores. Com mais de 97 milhões de toneladas de movimentação de carga por ano, encontra-se entre os cinco maiores portos da Europa Ocidental.

 Suzana Barros e Cláudio Paixão/Governo do Tocantins


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Negociação de Dividas Energisa 240x240 2

Web Banner 240x240px Cidade Encantada Energisa PP

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.