CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

PAPA EM 2017

Eleita em abril deste ano, durante a 53ª Assembleia Geral, a nova presidência da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) encontrou-se pela primeira vez com o papa Francisco nosábado, 5 de setembro. Entre os dias 4 e 10 de setembro, a presidência esteve em visita ao Vaticano.

O arcebispo de Brasília e presidente da Conferência, dom Sergio da Rocha; o arcebispo de Salvador (BA) e vice-presidente, dom Murilo Krieger; e o bispo auxiliar de Brasília e secretário geral, dom Leonardo Steiner, foram recebidos pelo papa no Vaticano. Um dos objetivos da visita foi estreitar os laços de comunhão com o pontífice.

Segundo dom Sergio, essa visita anual da presidência ao Vaticano e ao papa tem a intenção de estabelecer diálogo e comunhão na Igreja, “um importante diálogo com Santa Sé e, sobretudo, a visita ao Santo Padre, acolhendo sua palavra e cultivando esta unidade com ele”.

O presidente da CNBB ressaltou a maneira acolhedora de Francisco. “Como sempre, o papa nos recebe de maneira cordial, paterna, fraterna e até materna, poderíamos dizer, pois é um coração generoso demais, misericordioso e com essa atenção imensa, com uma alegria e simpatia características, que ele sempre demonstra em diversas ocasiões”, informou.

Dom Murilo acrescentou que nunca viu Francisco tão bem e disposto, com conversas sempre marcadas pelo humor. “Nos fez rir em várias oportunidades com suas expressões tão particulares. Me chamou a atenção dele em escutar-nos, querendo conhecer a realidade do Brasil e da Igreja e, ao mesmo tempo, o conhecimento que ele tem de vários assuntos, porque falava de documentos e situações com muita facilidade, mostrando que está por dentro, muito mais do que a gente imagina”, expressou.

Visita ao Brasil

Sobre a promessa que o papa havia feito durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), em 2013, de visitar o Santuário Nacional de Aparecida, dom Leonardo brincou: “Promessa para Nossa Senhora precisa cumprir”.

O secretário geral revelou que Francisco se mostrou disposto a cumprir a promessa, “se a saúde permitir”. “Então, temos realmente grande esperança de recebê-lo em 2017. Para o Brasil, seria uma alegria muito grande e certamente outros países da América Latina seriam atendidos também. Para nós, essa presença é muito importante, especialmente para os 300 anos do encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida”, disse.

Segundo dom Leonardo, a oportunidade seria “um momento extraordinário para recordar o caminho que a Igreja no Brasil tem percorrido, reforçar esse caminho de evangelização, especialmente como Francisco sempre acentua, no caminho missionário em que nos encontramos”, concluiu.

Com informações da Rádio Vaticano


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Web Banner Super Liga da Energia 240x240px Energisa

Mídias Sites 240x240

ferpam 240x82

diario do tocantins OBRAS PELA CIDADE 240x570 1

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.