CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

 1000

Registro de monumento na Praça dos Girassóis   

Técnicos da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo (Sedetur) e representantes dos órgãos de turismo de Palmas, Paraíso do Tocantins, Lajeado, Porto Nacional, além do Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins) e do Ministério do Turismo se reuniram, no auditório do Instituto do Tribunal de Contas do Estado (TCE-TO), para validar o Diagnóstico Turístico e o Plano de Ação do Plano de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDITS) de Palmas e região. O documento, elaborado pela Technum Consultoria, empresa de Brasília-DF, foi apresentado pela diretora da empresa, Izabel Borges.

“Realizamos pesquisas em campo, levantamos dados secundários e fizemos um trabalho com os gestores dos municípios. Todo esse trabalho foi participativo. No início do ano, foi feita uma revisão com a nova gestão, e agora estamos dando continuidade ao trabalho. Estamos na versão preliminar. Depois de aprovado, serão feitas as alterações sugeridas e encaminhado para o Ministério do Turismo, que irá analisar se o que ele solicitou nos produtos intermediários está sendo atendido. Feito isso, o produto final será apresentado”, explicou.

O Diagnóstico Turístico trouxe dados sobre a estrutura e o potencial turístico do polo Palmas, formado pelos municípios Palmas, Paraíso do Tocantins, Lajeado e Porto Nacional. De acordo com o levantamento feito, o polo tem como principal segmento turístico negócios e eventos. Para Izabel Borges, a motivação que faz o turista sair da sua localidade para uma atração é que determina qual é o principal atrativo de um polo. O ecoturismo, turismo, sol e praia, náutico e cultural são atrações complementares que podem ser integradas ao turismo de negócios e eventos, como um pacote, em que o turista que vem fazer negócios pode conhecer estes outros atrativos.

O Plano de Ação apresentou estratégias que podem ser tomadas para atrair turistas e possibilitar que visitem todos os atrativos disponíveis. “Este é um trabalho norteador para as ações dos municípios. Nos mostra qual o nosso perfil e os passos que a gente deve dar. É um instrumento de trabalho que pode ser consultado, para que as ações dos municípios aconteçam de forma mais sustentável e ordenada”, disse Ana Rúbia, diretora de Estruturação Turística de Palmas.

O superintendente de Desenvolvimento Turístico da Sedetur, James Possapp, destacou a importância dessa reunião, principalmente para desenvolver o turismo do Estado. “Para a secretaria, este é um dos projetos prioritários, pois este documento irá balizar o investimento público e direcionar as atividades para o desenvolvimento dessas regiões”, disse.

PDITS

O PDITS é o instrumento base para o desenvolvimento turístico do polo turístico de Palmas. O Ministério do Turismo, por meio do Programa de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), financia ações estabelecidas no PDITS, com aporte financeiro do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF).

Núcleo Turismo


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Negociação de Dividas Energisa 240x240 2

Web Banner 240x240px Cidade Encantada Energisa PP

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.