CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

295169_1000.jpg

Está tudo pronto para o início da campanha de vacinação contra a febre aftosa na Ilha do Bananal. A agulha oficial, vacinação efetuada pelos próprios técnicos da Agência de Defesa Agropecuária (Adapec), começará na próxima segunda-feira, 1º de agosto e segue até o dia 30 de setembro. As equipes percorrerão 335 retiros cadastrados para vacinar mais de 90 mil bovídeos (bovinos e bubalinos), incluindo o rebanho de indígenas e produtores rurais.

De acordo com o responsável técnico pelo Programa Estadual de Erradicação da Febre Aftosa, Márcio Rezende, o trabalho de conscientização e orientação dos procedimentos que envolvem a ação, iniciado no dia 10 de julho, está sendo encerrado esta semana. “Seguiremos o agendamento estabelecido em cada retiro, para termos agilidade e efetuarmos com eficácia e eficiência nossos trabalhos, uma vez que todos os envolvidos já foram notificados”, explicou. 

O Governo do Estado custeará integralmente a vacinação dos bovídeos pertencentes aos indígenas, com a aquisição de 18 mil doses da vacina. “É uma segurança a mais para garantirmos que todos os animais sejam imunizados. A febre aftosa merece um controle rígido, pois tem grande impacto econômico”, destacou o presidente da Adapec, Humberto Camelo.

Campanha

Na Ilha do Bananal, a vacinação ocorre uma vez por ano, diferente do restante do Estado que tem no calendário duas etapas anuais, realizadas em maio e novembro. Isto ocorre devido às características geográficas da região, já que o período chuvoso é extenso e impede o acesso dos técnicos a todos os animais.

A declaração da vacinação é feita de imediato, já que é realizada pelo serviço oficial. Os animais criados soltos, após serem vacinados, serão identificados por meio de um corte nos pelos da vassoura da cauda. Todas as propriedades rurais serão georreferenciadas e aplicados os questionários, visando observar o tipo de criação, estrutura, manejo sanitário, entre outros.

Estarão envolvidas as equipes da Adapec dos municípios de Sandolândia, Lagoa da Confusão e Formoso do Araguaia. Na região, confrontante ao estado de Mato Grosso, a vacinação dos animais ficará na responsabilidade do Instituto de Defesa Agropecuária do Estado do Mato Grosso (Indea). Em 2015, a Adapec vacinou 84.305 animais e o Indea 8.938 animais.

 

ASCOM 


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

durax 240x72

assembrleia 240

ferpam 240x82

ENERGISA BANNER SETEMBRO

pub diario folha da cidade 270 340

PROMOVA SEU NEGÓCIO

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.