CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

IMG 555579

Na tarde desta segunda-feira, 10, foi apresentado na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Gurupi, o projeto de videomonitoramento. Anteriormente havia sido realizado pelo procurador do município, Thiago Benfica, uma pesquisa sobre projetos implantados em cidades do porte de Gurupi e a partir daí ficou instituído que o Comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar estabeleceria os pontos estratégicos em que seriam instaladas as câmeras. Conforme o projeto, serão instaladas 16 câmeras em vários pontos, como em frente ao Quartel, nas proximidades do Parque Mutuca, do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO), na Avenida Goiás próximo à rede bancária entre outros.

Segundo o Comandante Flávio Santos Brito, o projeto leva em consideração áreas comerciais, de maior fluxo de veículos, concentração de pessoas e possíveis rotas de fugas de bandidos. “O ganho com esse projeto é que os policiais que estiverem na central de monitoramento e controle poderão direcionar as viaturas aos locais, até mesmo impedindo o crime. Já pelo aspecto das investigações, as imagens poderão ser utilizadas como meios de prova”, explana.

O Presidente da Subseção Albery Cesar Oliveira comenta que os esforços da OAB para minimizar os problemas de falta de segurança vêm desde 2013, mas agora as ações começam com a implantação dessas câmeras. “O projeto será implantado pelo município e isso é muito importante. A Polícia que tem conhecimento de onde melhor funcionam essas câmeras elaborou os pontos e os locais vulneráveis contarão com esse sistema que terão câmeras de alta resolução e fará com que a criminalidade caia consideravelmente”, argumenta.

Segundo o Procurador do Município, Thiago Benfica, o município vai adquirir os equipamentos e mediante convênio com a polícia militar possa ser operado e provoque uma melhoria na segurança da cidade. Agora que já estão estabelecidos os pontos, a próxima etapa é a realização do Termo de Referência, em seguida o Convênio e posteriormente a Licitação. O procurador ainda explanou que embora a segurança não seja de responsabilidade do município, o prefeito Laurez Moreira está empenhado em resolver essa questão, inclusive, esse projeto será discutido na Lei Orçamentária na câmara de vereadores.

O empresário Hélio Silva, participou da reunião e destacou que essa ferramenta vai auxiliar bastante os empresários e população em geral.

Heliana Oliveira
Jornalista DRT 519/TO
63 8413-4825
Whatsapp 8413-4825
Twitter: twitter.com/h_heliana


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Diario dotocantins 240x240

diario to

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.