CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

IMG 555579

Na tarde desta segunda-feira, 10, foi apresentado na sede da Ordem dos Advogados do Brasil, Subseção de Gurupi, o projeto de videomonitoramento. Anteriormente havia sido realizado pelo procurador do município, Thiago Benfica, uma pesquisa sobre projetos implantados em cidades do porte de Gurupi e a partir daí ficou instituído que o Comandante do 4º Batalhão da Polícia Militar estabeleceria os pontos estratégicos em que seriam instaladas as câmeras. Conforme o projeto, serão instaladas 16 câmeras em vários pontos, como em frente ao Quartel, nas proximidades do Parque Mutuca, do Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Tocantins (IFTO), na Avenida Goiás próximo à rede bancária entre outros.

Segundo o Comandante Flávio Santos Brito, o projeto leva em consideração áreas comerciais, de maior fluxo de veículos, concentração de pessoas e possíveis rotas de fugas de bandidos. “O ganho com esse projeto é que os policiais que estiverem na central de monitoramento e controle poderão direcionar as viaturas aos locais, até mesmo impedindo o crime. Já pelo aspecto das investigações, as imagens poderão ser utilizadas como meios de prova”, explana.

O Presidente da Subseção Albery Cesar Oliveira comenta que os esforços da OAB para minimizar os problemas de falta de segurança vêm desde 2013, mas agora as ações começam com a implantação dessas câmeras. “O projeto será implantado pelo município e isso é muito importante. A Polícia que tem conhecimento de onde melhor funcionam essas câmeras elaborou os pontos e os locais vulneráveis contarão com esse sistema que terão câmeras de alta resolução e fará com que a criminalidade caia consideravelmente”, argumenta.

Segundo o Procurador do Município, Thiago Benfica, o município vai adquirir os equipamentos e mediante convênio com a polícia militar possa ser operado e provoque uma melhoria na segurança da cidade. Agora que já estão estabelecidos os pontos, a próxima etapa é a realização do Termo de Referência, em seguida o Convênio e posteriormente a Licitação. O procurador ainda explanou que embora a segurança não seja de responsabilidade do município, o prefeito Laurez Moreira está empenhado em resolver essa questão, inclusive, esse projeto será discutido na Lei Orçamentária na câmara de vereadores.

O empresário Hélio Silva, participou da reunião e destacou que essa ferramenta vai auxiliar bastante os empresários e população em geral.

Heliana Oliveira
Jornalista DRT 519/TO
63 8413-4825
Whatsapp 8413-4825
Twitter: twitter.com/h_heliana


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Web Banner 230x230px Energisa Dom Orione 2018 3

Banners Sites 240x240

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.