CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

fd28f8ac-28c8-424d-bbfe-20392b83aa2c.jpeg

Os ministérios do Planejamento e do Trabalho e a Secretaria de Aviação Civil divulgaram, nesta segunda-feira (13), um balanço das empresas interessadas em realizar estudos de viabilidade para as concessões de rodovias e aeroportos. Cerca de 49 empresas ou consórcios apresentaram 314 propostas de estudos para o setor de rodovias, informou o Ministério do Planejamento. Aeroportos receberam 92 propostas assinadas por 30 empresas. Os dois modais apresentaram um número recorde de propostas, desde que o modelo de Procedimentos de Manifestação de Interesse (PMIs) foi adotado.

Uma vez autorizadas, as empresas terão 180 dias para entregar os estudos no caso de rodovias e 90 dias no caso de aeroportos. “Nosso setor de construção e de engenharia é grande e diversificado, capacitado para atender às demandas de projetos e obras de concessão”, avaliou o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa.

Para o ministro, a segunda fase do Programa de Investimentos em Logística possui projetos de investimento que despertam o interesse do setor privado. “Esse resultado é prova do potencial e do dinamismo da nossa economia, da nossa capacidade de atrair investimentos, bem como da diversificação do nosso setor privado”.

Os editais de chamamento público foram publicados no dia 10 de junho no Diário Oficial da União (DOU). No caso de rodovias, serão investidos R$ 31,2 bilhões em 11 trechos que somam 4,3 mil quilômetros. Para o setor de aeroportos, serão concedidos os terminais de Fortaleza (CE), Salvador (BA), Florianópolis (SC) e Porto Alegre (RS), com investimentos estimados em R$ 8,5 bilhões.

Portos

A Secretaria de Portos da Presidência da República (SEP/PR) publicou nesta segunda-feira (13) seis editais de chamamento público para procedimento de manifestação de interesse (PMI) para arrendamentos de instalações portuárias.

São duas áreas no Porto de Santos (SP), duas áreas no Porto de Suape (PE), uma área no Porto do Rio de Janeiro (RJ) e uma área no Porto de São Francisco do Sul (SC). Os futuros terminais terão investimentos estimados em R$ 1,3 bilhão.

Segundo a Secretaria, os leilões para o setor irão permitir um aumento na capacidade de movimentação de carga de 19 milhões de toneladas por ano.

As licitações deverão ser realizadas no primeiro semestre de 2016, de acordo com o ministro Edinho Araújo. “O programa trará resultados expressivos na busca por maior eficiência e competitividade na movimentação de cargas nos portos brasileiros, com a redução dos custos logísticos e consequente ganho para a matriz logística brasileira”, afirmou.

 

Fonte: Ministério do Planejamento e Secretaria de Aviação Civil


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Negociação de Dividas Energisa 240x240 2

Web Banner 240x240px Cidade Encantada Energisa PP

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.