CEOP GIF BRUNO

Z NOVO3

QA

Cláudio, indivíduo calvo, considerado o líder da organização criminosa


Durante toda sexta-feira, 25 de setembro, a Polícia Civil, por intermédio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (DEIC) Núcleo Norte, em Araguaína, deflagrou uma operação policial com o objetivo de dar cumprimento a cinco mandados de prisão preventiva contra suspeitos de integrar uma quadrilha especializada em tráfico de entorpecentes e drogas sintéticas, que atuava naquele município.

A operação, que foi comandada pelo delegado regional, Emerson Francisco de Moura e contou com o apoio do Grupo de Operações Táticas Especiais (GOTE), além de equipes de policiais civis da DEIC- Palmas, deu cumprimento a cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juiz da 2ª Vara Criminal de Araguaína, os quais resultaram na prisão de quatro pessoas.

Uma das ordens judiciais foi cumprida no Setor São Miguel, em parceria com a polícia federal e resultou na prisão de Cláudio Guimarães Vaqueiro, de 55 anos, autuado por tráfico de drogas e comercialização de medicamentos, de forma irregular. Na residência do suspeito, os policiais apreenderam mais de 70 mil comprimidos de anfetaminas, medicamentos, inseticidas, produtos químicos, material para embalagem de drogas, além de produtos diversos, de origem estrangeira.

Durante as investigações realizadas pela DEIC, foi possível identificar que Cláudio era um grande fornecedor de anfetaminas, também conhecido popularmente como “rebite”, na cidade de Araguaína e região, sendo integrante de uma quadrilha interestadual, que atua no fornecimento de drogas sintéticas, sendo que está organização, já havia sido identifica pela Polícia Federal, por meio da operação “Quinto Elemento”, como a maior do país.
Os investigadores da DEIC também constataram que Cláudio era o principal fornecedor de drogas para José Maria Magalhães Pereira, o qual foi preso pela DEIC, em 4 de maio de 2015, com mais de 120 mil comprimidos de anfetaminas, vulgo rebite.

No decorrer da operação, a Polícia Civil também autuou, por posse ilegal de arma de fogo e munições, Bruno Gonçalves Barbosa, de 23 anos, o qual no momento de sua captura portava um revólver calibre 38, municiado com seis cartuchos intactos, além de um notebook, celulares, máquinas fotográficas, balança de precisão, bem como certa quantia em dinheiro, proveniente da venda de drogas. Na sequência, em outro bairro da cidade, os agentes prenderam Cleonice Roque da Silva, de 35 anos e Antônio Leandro da Silva Luz, de 23 anos, sendo que ambos foram autuados por tráfico de drogas.

O delegado regional ressalta que as prisões efetuadas são fruto de investigações, que vem sendo realizadas pelo Núcleo de Inteligência da DEIC-Norte, dando continuidade a repressão ao crime de tráfico de drogas, em Araguaína, onde desde o mês de maio do corrente ano, já foram efetuadas várias prisões de traficantes, bem como realizadas diversas apreensões de drogas.

A DEIC ressalta também que o sucesso da operação , contou com a participação efetiva da população, que tem demonstrado total confiança no trabalho desenvolvido pela polícia civil de Araguaína, e ajudou a instituição, denunciando as atividades criminosas de alguns dos presos.

Claúdio, Antônio e Bruno foram levados a sede da DEIC e, após os trâmites legais, recolhidos à carceragem da Casa de Prisão Provisória de Araguaína – CPPA, onde permanecerão à disposição do Poder Judiciário. Já, Cleonice foi encaminhada à Cadeia Feminina de Babaçulândia, onde ficará à disposição da Justiça.

Juscelene Melo-Assessora de comunicação

 


O Diário do Tocantins apoia a liberdade de opinião, mas é contra o uso de termos ofensivos. Os comentários listados abaixo estão sob responsabilidade de seus respectivos autores.

Negociação de Dividas Energisa 240x240 2

Web Banner 240x240px Cidade Encantada Energisa PP

ferpam 240x82

durax 240x72

pub diario folha da cidade 270 340

Todos os direitos reservados - Cidade Comunicação LTDA. Contato: falecom @ diariodotocantins.com.br.